31/12/07

DAY #52

Termina hoje o ano 2007.

Espero que o
ano de 2008, seja um melhor ano para todos!
---



---

Latitude: 37°91'1.41"N
Longitude: 23°70'47.00"E

30/12/07

DAY #51


---

Diante de um altar ou em qualquer outro lugar que se estabeleça uma união entre duas pessoas que se amam, há as eternas juras de amor e o devaneio de uma vida, de uma família perfeita.

Prometemos um ao outro o amor incondicional, o amor sem fim, e com o passar dos tempos vamos estabelecendo novas regras, diferentes daquelas juradas um dia.

Regras não acertadas geralmente terminamo amor e logo na tão temível separação.

---

- Aprendi que a minha, A vida, é muito curta, o tempo passa depressa e as oportunidades de demonstrar nossos sentimentos não podem ser perdidas.

- Devemos dizer que amamos enquanto há tempo, para não sofrermos mais depois, mesmo que tenhamos que usar nossa capacidade de relevar os acontecimentos passados, todos os nossos actos, pensamentos e omisoes.

Por que manter o orgulho e perder, definitivamente, o amor?

Preciso de separar completamente dos apegos, das limitações e de tudo que me impede de ser feliz.

Para todos aqueles que se amam e que estão separados por uma teimosia tola é bom refletirem se vale à pena pagar preço tão alto por pura falta de diálogo e compreensão... Ou quem sabe vaidade, egoismo...

Muitos, Muitas vezes não cedem porque tendemos a ver a culpa no outro, porém, uma relação é construída a dois e é raro que o fim chegue unilateralmente, somos co-responsáveis pela união, por todo o processo vivido na companhia do outro; mas somos os únicos responsávei, eu sou o unico responsavel pelo caminho tomado por mim antes, durante depois...

Então há uns que se vão sentar e conversar, ceder, relevar, ouvir e perdoar; alguns assim poderão abraçar novamente seus filhos como um todo, que não contenham as lágrimas da alegria de voltar, que se permitam amar de novo e reconstruir uma nova vida.

---

Outros como eu, continuaram a procurar o verdadeiro Amor...
a felicidade que perderam.. que eu perdi...

---

O verdadeiro amor é paciente, é bom, não tem inveja, não é orgulhoso, não se vangloria e não se envaidece.

''O amor não procura seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor, não se alegra com a injustiça... Suporta todas as coisas, crê em todas as coisas, espera por todas as coisas, resiste a todas as coisas, tudo desculpa. As profecias falharão, as línguas se calarão, a ciência desaparecerá. Mas o amor jamais há de falhar. '' (*)

(*).Texto extraído e ligeiramente adaptado da Primeira carta de São Paulo aos Coríntios.

---

- Acho que devo procurar a felicidade, viver o amor enquanto ele se deixa encontrar.

O amor, o verdadeiro amor, mesmo que escondido nas profundezas da alma, nas ondas e nos por-do-sol que irei assistir sozinho, ...este amor é sem fim.

---

Latitude: 37°91'1.41"N
Longitude: 23°70'47.00"E

01/12/07

DAY #50



- Quando alguma coisa, cria ansiedade, stress, não faz feliz..... é tempo de mudar.
.. para quê ficar agarrado a uma coisa qualquer, situação ou pessoas, que apenas nos consome a energia e alegria e disposição para poder fazer outras coisas - e' como um cancro, que mais tarde ou mais cedo, ...nos mata !?

- Como máxima de vida é preciso comunicar, entender, viver, sentir ...isso com consciência... depois fica-se muito melhor!

---

---

POSITIVE QUOTE OF THE DAY

-----------------------------

To be capable of steady friendship or lasting love, are the two
greatest proofs, not only of goodness of heart, but of strength of
mind.

-- William Hazlitt (1778-1830) English Essayist

---

"pensamento do dia"

Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um pirilampo.

Ele fugia com medo da feroz predadora, mas a cobra não desistia.

Um dia, já sem forças, o pirilampo parou e disse à cobra:


- Posso fazer três perguntas?
- Podes. Não costumo abrir esse precedente, mas já que te vou comer,
podes perguntar.
- Pertenço à tua cadeia alimentar?
- Não.
- Fiz-te alguma coisa?
- Não.
- Então porque é que me queres comer?
- PORQUE NÃO SUPORTO VER-TE BRILHAR !!!

E é assim....
Diariamente, tropeçamos em cobras!



---

Latitude: 37°91'1.41"N
Longitude: 23°70'47.00"E

26/11/07

DAY #49

- "Work as usual", agora com mais frio, com uns dias lindos e Mar calmo.

- Não tive hipótese de por aqui mais cedo as photos que eu queria, mas deixo para verem agora... as de uns dias de mau tempo e outras de dias de muito bom tempo.
- Algumas outras mais, que contam também o que é o meu dia-a-dia.

---

- Big Sea...

---

- Calm Sea...

---

- De manhã, um dia calmo...


---

- Chegado ao estaleiro, num dia bom, lindo de Sol, mas frio ...

---

- "Work as usual", montagem de um armazém para stock de peças...

---

... o "descanço do guerreiro" - Almoço !

---

- Partida para Athens, ao final do dia, com "Calm Sea", mas ainda chegava um último barco do dia para vir para terra...

---

- Sequencia de photos,que me tiraram, na volta para Athens, o meu amigo Iorgos, (Gorge) a brincar com o telemóvel novo ...
- ...eu com barba!


---

- Noite calma na marina, muito frio, mas Mar espelho...

---

- Sábado passado, à noite, Micro-Limani, em Pireus, Athens, tempo de tomar um café frappé...
... e "ver a vista"... !


---

- “In three words I can sum up everything I've learned about life: it goes on."

- "Never regret something that once made you smile."

- "A man may well bring a horse to the water but he cannot make him drink."

---

Latitude: 37°91'1.41"N
Longitude: 23°70'47.00"E

23/11/07

DAY #48

"A mind is like a parachute.
- It's most useful when it's open"

---


---

George Carlin, comedian of the 70s and 80s whose wife recently passed away, wrote the following eloquent and appropriate piece on our times:

The paradox of our time in history is that we have taller buildings but shorter tempers, wider freeways , but narrower viewpoints. We spend more, but have less, we buy more, but enjoy less. We have bigger houses and smaller families, more conveniences, but less time. We have more degrees but less sense, more
knowledge , but less judgment, more experts, yet more problems, more medicine, but less wellness.

We drink too much, smoke too much, spend too recklessly, laugh too little, drive too fast, get too angry, stay up too late, get up too tired, read too little, watch TV too much, and pray too seldom.

We have multiplied our possessions, but reduced our values. We talk too much, love too seldom, and hate too often.

We've learned how to make a living, but not a life. We've added years to life not life to years. We've
been all the way to the moon and back, but have trouble crossing the street to meet a new neighbor. We conquered outer space but not inner space. We've done larger things, but not better things.

We've cleaned up the air, but polluted the soul. We've conquered the atom, but not our prejudice. We write more, but learn less. We plan more, but accomplish less. We've learned to rush, but not to wait. We build more computers to hold more information, to produce more copies than ever, but we communicate less and less.

These are the times of fast foods and slow digestion, big men and small character, steep profits and shallow relationships. These are the days of two incomes but more divorce, fancier houses, but broken homes. These are days of quick trips, disposable diapers, throwaway morality, one night stands, overweight bodies, and pills that do everything from cheer, to quiet, to kill. It is a time when there is much in the showroom window
and nothing in the stockroom. A time when technology can bring this letter to you, and a time when you can choose either to share this insight, or to just hit delete...

Remember; spend some time with your loved ones, because they are not going to be around forever.

Remember, say a kind word to someone who looks up to you in awe, because that little person soon will grow up and leave your side.

Remember, to give a warm hug to the one next to you, because that is the only treasure you can give with your heart and it doesn't cost a cent.

Remember, to say, "I love you" to your partner and your loved ones, but most of all mean it. A kiss and an embrace will mend hurt when it comes from deep inside of you.

Remember to hold hands and cherish the moment for someday that person will not be there again.

Give time to love, give time to speak! And give time to share the precious thoughts in your mind.

AND ALWAYS
REMEMBER:

Life is not measured by the number of breaths we take,
...but by the moments that take our breath away.


If you don't send this to at least 8 people....Who cares?

George Carlin




---

Latitude: 37°91'1.41"N
Longitude: 23°70'47.00"E

21/11/07

DAY #47

This poem was written by a terminally ill young girl in a New York Hospital.
It was sent by a medical doctor. - Para mim, foi o meu Pai que me enviou, Obrigado Pai !

SLOW DANCE

Have you ever watched kids
On a merry-go-round?
Or listened to the rain
Slapping on the ground?

Ever followed a butterfly's erratic flight?
Or gazed at the sun into the fading night?

You better slow down.
Don't dance so fast.
Time is short.
The music won't last.

Do you run through each day
On the fly?
When you ask How are you?
Do you hear the reply?

When the day is done!
Do you lie in your bed
With the next hundred chores
Running through your head?

You'd better slow down
Don't dance so fast.
Time is short.
The music won't last.

Ever told your child,
We'll do it tomorrow?
And in your haste,
Not see his sorrow?

Ever lost touch,
Let a good friendship die
Cause you never had time
To call and say,"Hi"

You'd better slow down.
Don't dance so fast.
Time is short.
The music won't last.

When you run so fast to get somewhere
You miss half the fun of getting there.
When you worry and hurry through your day,
It is like an unopened gift....
Thrown away.

Life is not a race.
Do take it slower
Hear the music
Before the song is over.

---



---

Latitude: 37°91'1.41"N
Longitude: 23°70'47.00"E

19/11/07

Day #46

- Nov 2007, Um Mes com uma rotina mesmo diferente!

Realmente tenho tantas e tantas vezes pensado no que acabo de receber por e-mail, da minha tia TT, que resolvi deixar aqui novamente. - Obrigado TT !

---

Conteúdo para todos nós pensarmos... uma abordagem bem diferente,vale a pena ler.

Por Airton Luiz Mendonça

(Artigo do jornal o Estado de São Paulo )

O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos.

Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília, sem portas ou janelas, sem relógio... você começará a perder a noção do tempo.

Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea.

Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol.

Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar:

Nosso cérebro é extremamente otimizado.

Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho.

Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia.

Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar conscientemente tal quantidade.

Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no índice de eventos do dia e portanto, quando você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo.

É quando você se sente mais vivo.

Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente colocando suas reações no modo automático e 'apagando' as experiências duplicadas.

Se você entendeu estes dois pontos, já vai compreender porque parece que o tempo acelera, quando ficamos mais velhos e porque os Natais chegam cada vez mais rapidamente.

Quando começamos a dirigir automóveis, tudo parece muito complicado, nossa atenção parece ser requisitada ao máximo.

Então, um dia dirigimos trocando de marcha, olhando os semáforos, lendo os sinais ou até falando ao celular ao mesmo tempo.

Como acontece?

Simples: o cérebro já sabe o que está escrito nas placas (você não lê com os olhos, mas com a imagem anterior, na mente); O cérebro já sabe qual marcha trocar (ele simplesmente pega suas experiências passadas e usa , no lugar de repetir realmente a experiência).

Em outras palavras, você não vivenciou aquela experiência, pelo menos para a mente. Aqueles críticos segundos de troca de marcha, leitura de placa...

São apagados de sua noção de passagem do tempo...

Quando você começa a repetir algo exatamente igual, a mente apaga a experiência repetida.

Conforme envelhecemos, as coisas começam a se repetir -as mesmas ruas, pessoas, problemas, desafios, programas de televisão, reclamações... enfim... as experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade, fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão diminuindo.

Até que tanta coisa se repete que fica difícil dizer o que tivemos de novidade na semana, no ano ou, para algumas pessoas, na década.

Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a...

ROTINA

Não me entenda mal.

A rotina é essencial para a vida e otimiza muita coisa, mas a maioria das pessoas ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um livro de um só capítulo, repetido todos os anos.

Felizmente há um antídoto para a aceleração do tempo: M & M (Mude e Marque).

Mude, fazendo algo diferente e marque, fazendo um ritual, uma festa ou registros com fotos.

Mude de paisagem, tire férias com a família (sugiro que você tire férias sempre e, preferencialmente, para um lugar quente, um ano, e frio no seguinte) e marque com fotos, cartões postais e cartas.

Tenha filhos (eles destroem a rotina) e sempre faça festas de aniversário para eles, e para você (marcando o evento e diferenciando o dia).

Use e abuse dos rituais para tornar momentos especiais diferentes de momentos usuais.

Faça festas de noivado, casamento, 15 anos, bodas disso ou daquilo, bota-foras, participe do aniversário de formatura de sua turma, visite parentes distantes, entre na universidade com 60 anos, troque a cor do cabelo, deixe a barba, tire a barba, compre enfeites diferentes no Natal, vá a shows, cozinhe uma receita nova, tirada de um livro novo.

Escolha roupas diferentes, não pinte a casa da mesma cor, faça diferente.

Beije diferente sua paixão e viva com ela momentos diferentes.

Vá a mercados diferentes, leia livros diferentes, busque experiências diferentes.

Seja diferente.

Se você tiver dinheiro, especialmente se já estiver aposentado, vá com seu marido, esposa ou amigos para outras cidades ou países, veja outras culturas, visite museus estranhos, deguste pratos esquisitos..... em outras palavras...... V-I-V-A. !!!

Porque se você viver intensamente as diferenças, o tempo vai parecer mais longo.

E se tiver a sorte de estar casado(a) com alguém disposto(a) a viver e buscar coisas diferentes, seu livro será muito mais longo, muito mais interessante e muito mais v-i-v-o... do que a maioria dos livros da vida que existem por aí.

Cerque-se de amigos.

Amigos com gostos diferentes, vindos de lugares diferentes, com religiões diferentes e que gostam de comidas diferentes.

Enfim, acho que você já entendeu o recado, não é?

Boa sorte em suas experiências para expandir seu tempo, com qualidade, emoção, rituais e vida.

E S CR EVA em

tAmaNhos diFeRenTes e em CorES

di f E rEn tEs !

CRIE, RECORTE, PINTE, RASGUE, MOLHE, DOBRE, PICOTE, INVENTE, REINVETE.....

V I V A !!!!!!!!

______________________________



---

Latitude: 37°91'1.41"N
Longitude: 23°70'47.00"E

15/11/07

DAY# 45

- Mais uma semana a terminar, "work as usual" ...trago mais photos do meu dia a dia... "next time"...!

---
..deixo aqui mais uma musica que gosto.



---

Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional.

"Man is able to do what he is unable to imagine."


«As pessoas fortes cometem tantos erros como os fracos.
A diferença reside em que as pessoas fortes sabem aceitá-los, riem-se deles e aprendem com eles.
É assim que se tornam fortes»

Não podemos esquecer que a pele se enruga,
o cabelo embranquece,
os dias se convertem em anos...
mas o que é importante
não muda.

A nossa convicção e força interior
não têm idade.

Atrás de cada linha de chegada,
há uma de partida.

Atrás de cada conquista,
há um novo desafio.

Enquanto estivermos vivos,
façamos por estar vivos.

Se sentimos saudades do que faziamos,
porque não voltar a fazer?

Não se deve viver de fotografias amareladas.

Quando todos esperam pela nossa desistência,
continuamos.

Não vamos deixar que enferruje
o ferro que existe em nós.

Quando não conseguirmos correr atrás dos anos,
marchamos.

Quando não conseguirmos marchar,
caminhamos.

Quando não conseguirmos caminhar,
usamos uma bengala.

Mas não nos detenhamos.
Nunca!


Madre Teresa de Calcutá


---

Latitude: 37°91'1.41"N
Longitude: 23°70'47.00"E